LATAM RETORNA COM TRANSPORTE DE PETS

Após dois meses de suspensão de vendas a Latam retornou nesta quinta-feira (15) a venda de transporte de PETs, que havia sido interrompida após a morte de dois animais de estimação.

A empresa irá reduzir os tempos de transporte, assegurando um processo mais claro de informações sobre os procedimentos necessários para se reduzir os riscos em toda a jornada do transporte do PET.

 A empresa firmou uma parceria com a ONG AMPARA Animal, instituição que atua desde 2010 para transformar a sociedade por meio de ações preventivas e gerar impacto na vida dos animais.

“O transporte de PETs é um processo que está em constante observação, aprendizado e melhoria. O que concluímos agora é a primeira etapa desse projeto, com algumas medidas mais restritivas já implementadas. Também identificamos outras oportunidades após as imersões dos diálogos de escutas ativas com especialistas de todo o universo PET.  Por isso, a partir de 2022, avançaremos para a segunda etapa, quando contaremos com a parceria da AMPARA Animal e todo o seu conhecimento técnico-científico que irá nos ajudar a promover ainda mais excelência em nosso serviço, contribuindo de forma singular para esse processo de transformação conjunta para assegurar o bem-estar animal”, explicou Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil.

ALGUMAS MUDANÇAS JÁ FEITAS:

A idade mínima dos para transporte dos PETs é de 16 semanas para transporte do PET via Aeroportos na cabine ou no compartimento inferior da aeronave, e 8 semanas para transporte LATAM Cargo no compartimento inferior (neste caso, somente em voos diretos e em certos horários para evitar picos de calor e mediante a apresentação de atestado médico veterinário confirmando que o PET já foi desmamado há pelo menos 7 dias)

Quanto ao transporte no compartimento inferior das aeronaves (via LATAM Cargo), agora serão aceitas apenas caixas de transporte fabricadas com os seguintes materiais: fibra de vidro, plástico rígido, madeira (para determinadas raças de grande porte: kennel modelo 82). Para o transporte no compartimento inferior das aeronaves (via Aeroportos), agora serão aceitas apenas caixas de transporte fabricadas com os seguintes materiais: fibra de vidro e plástico rígido. Para o transporte na cabine das aeronaves, agora serão aceitas apenas caixas de transporte fabricadas com os seguintes materiais: plástico rígido e bolsa flexível. A LATAM fornecerá informações para ajudar os tutores a escolherem corretamente o kennel e dará dicas sobre como fazer para que os PETs se acostumem à caixa de transporte antes das viagens. Todas as caixas de transporte devem ter, obrigatoriamente, compartimento de comida e bebedouro que possam ser acessados pelo lado de fora do kennel. O bebedouro deve estar com água para que o PET possa se hidratar durante a viagem.

Para mais informações vocês podem acessar https://www.latamairlines.com/br/pt/imprensa/noticias/retomada-venda-pets

Fonte:Latam Airlines