logo-black

STYLE SWITCHER

BODY SKIN


LAYOUT STYLE


SEPARATOR HOT

Select and scroll to see the changes
Purchase
×

A maioria das companhias menores não possui uma função ou cargo dedicado a viagens, segurança ou gerenciamento de riscos. Em vez disso, essas responsabilidades são divididas e atribuídas a indivíduos que têm outras responsabilidades principais. Depois que o responsável é designado, o trabalho começa.

Antes de começar a desenvolver uma política de gestão de riscos, a organização precisa ter uma apólice de seguro de acidentes de viagens a negócios. Ela garante que a empresa tenha proteção financeira caso ocorra um evento e, igualmente importante, auxilia os viajantes quando eles precisam.

Com uma apólice em vigor, os próximos passos são desenvolver o programa e considerar as ferramentas e processos necessários para ajudar a equipe e companhia a evitar problemas. Algumas áreas a serem consideradas ao desenvolver e amadurecer um programa de gerenciamento de risco em viagens:

  • Documentar políticas e procedimentos
  • Treinamento da equipe
  • Monitoramento 24 horas por dia, sete dias por semana
  • Resposta a incidentes
  • Revisão pós-ação

Em geral, o objetivo de uma política de risco de viagem é ajudar a manter uma organização e seu pessoal a salvo de danos e riscos. Ao implementar os elementos essenciais de um documento do tipo, é possível ajudar a garantir a saúde, a segurança e a proteção dos viajantes, enquanto protege a corporação legal e financeiramente.

Fonte: GBTA

05 Setembro 2019